sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Roupas de banho para evangélicas fazem sucesso no verão do Hemisfério Norte


Uma designer cristã canadense inventou um maiô que esconde as curvas do corpo feminino, cobrindo desde o pescoço até os joelhos, cobrindo os seios e a barriga. O objetivo é preservar as mulheres dos olhares lascivos enquanto elas se divertem na praia ou na piscina.
A nova linha de moda praia é chamada simplesmente de “Modest”, mas algumas pessoas o estão comparando com os “burkinis”, roupas de banho usadas pelas mulheres muçulmanas nas praias.
Mas sua criadora, Cristal Huyben, 27, disse que teve essa ideia durante a adolescência, quando teve de suportar os comentários e gracejos dos homens quando ela ia à praia. Afirma ainda que suas convicções cristãs a fizeram entender que o corpo não deveria ficar tão exposto.
“A modéstia sempre foi importante para mim, porque acredito que nossa a sexualidade é um dom de Deus. É algo que deve ser protegido, não exposto para todo mundo… Eu escolhi me cobrir porque desejo glorificar a Deus com o meu corpo, e guardá-lo para meu futuro marido, se eu me casar”, diz Huyben, que hoje dirige a empresa Simply Modest .
Cada traje de banho sai por cerca de US$ 100 e suas clientes tem outros motivos para usarem o modest além da religião. Algumas o usam para esconder as cicatrizes ou queimaduras, outras porque sua pele é muito sensível ao sol, e fizeram do modest uma opção para desfrutarem melhor do clima praiano. Existem ainda senhoras “acima do peso”, que estão simplesmente cansadas de verem as lojas vendendo roupas de banho que só ficam bem em meninas com corpos de modelo.
Curiosamente, essa iniciativa não é única. Seis anos atrás, as judias ortodoxas Sara Wolf e Daniella Teutsch, de Nova York, lançaram a HydroChic, linha de roupas de banho para mulheres judias que não querem ou não podem exibir seu corpo.
Chantelle Thomson, empresária de moda praia e proprietária de Diviine Modestee, criou um site voltado para vender roupas de banho para mulheres mórmons. Ela diz que a mídia social tem ajudado a atrair a atenção para sua empresa e já chegou a receber 1.000 pedidos em 48 horas após uma ação na rede social Pinterest.
Thomson conta que fabricou 75.000 maiôs em junho e já vendeu quase todos eles. Ela calcula que 30% de suas clientes vão comprar por que essa pode ser uma nova tendência. “Modéstia e sensualidade não são mutuamente excludentes”, acredita Thomson. “Após 10 anos de casamento você deve ainda precisa fazer a cabeça do seu marido virar. Esse é o meu objetivo”.
(Fonte: Gospel Prime)
FAÇA SEU COMENTÁRIO.

"SANTIDADE AO SENHOR"  
Postar um comentário

livraria cultura